Feedback
Novidades 2 minutes 15 Maio 2020

6 restaurantes que inovaram no delivery

Restaurantes criam projetos diferentes para levar refeições à casa dos clientes

Delivery

A campainha toca, o cliente recebe o pacote do entregador e curte uma comida gostosa, prontinha, com a família. No geral, o delivery é assim. Mas restaurantes selecionados pelo Guia MICHELIN foram além ao criar serviços diferenciados para atender em tempos de isolamento social.

Pratos que mudam todos os dias, preços mais em conta, menus especiais, docinhos vendidos para substituir a “caixinha” que os funcionários deixam de receber - e até chef que também é o entregador!

Confira, abaixo, alguns restaurantes que criaram serviços de delivery inovadores, para deixar as refeições ainda mais gostosas!


Arturito

A chef Paola Carosella sempre preza pelo frescor dos ingredientes - por isso, os pratos do seu Arturito sempre mudam. No delivery, a ideia é a mesma: um prato diferente a cada dia, para que o almoço dos clientes nunca caia na mesmice. Nesses tempos de crise, Paola também pensou nos pequenos produtores, que sofrem impacto financeiro por venderem menos ingredientes aos restaurantes. Ela criou, então, o chamado Prato dos Agricultores, para dar uma ajuda a mais aos produtores. Vegetarianas, as receitas valorizam legumes, hortaliças e verduras e são vendidas por um valor bem camarada (R$ 28).


Barú Marisquería

Receber uma comida prontinha e gostosa é uma ótima experiência. Mas cozinhar essa refeição em casa, como um verdadeiro chef, também pode ser muito legal! Pensando nisso, o chef Dagoberto Torres criou o projeto La Peixaria: o restaurante entrega peixes e frutos do mar para serem preparados em casa. Para dar um toque todo especial, os pescados chegam acompanhados de um molho, como chimichurri, chipotle ou manteiga de alho. Para quem não quer ficar no fogão, o Barú também entrega pratos prontos, que mudam todos os dias da semana. Tem sanduíches, arrozes, massas… tudo com peixes bem fresquinhos, claro!


ChefVivi

Sempre preocupada com a sustentabilidade e com os melhores ingredientes (com folhas verdes, ervas e hortaliças colhidas de horta própria), a chef Vivi Gonçalves desenvolveu um projeto diferente de delivery. Os pratos são vendidos por encomenda - os menus do dia seguinte são sempre anunciados no Instagram do restaurante, para que os clientes escolham seu próximo almoço. Vivi também optou por fazer tudo de maneira bem artesanal, com uma equipe de tamanho mínimo na cozinha.


Evvai

O chef Luiz Filipe Souza foi um dos primeiros a anunciar um serviço de delivery pop up, ou seja, que funcionaria só no período de isolamento social. As entregas do Evvai deram tão certo que ele foi criando novas opções: o Mercato Evvai (leia mais aqui), que vende ingredientes de pequenos produtores, e a Blue Cookie, uma loja online criada especialmente para ajudar os funcionários do Evvai. Como o salão está fechado, eles deixaram de receber a gorjeta. O chef, então, criou cookies que são vendidos especialmente para ajudar a equipe: toda a verba arrecadada é entregue aos funcionários.


Gero

Os restaurantes do grupo Fasano são inconfundíveis. Fasano, Fasano Trattoria, Gero, Parigi e Bistrot Parigi são alguns deles - todos indicados no Guia MICHELIN. Para o período de isolamento social, o chef executivo Luca Gozzani preparou um menu unificado para o delivery do grupo. Com forte sotaque italiano, os pratos são, em sua maioria, do Gero, mas também há receitas do Fasano. Entre as opções, há saladas, carpaccios, massas, frango à milanesa e filé-mignon ao molho mostarda. Os pratos saem do Fasano, na região dos Jardins.


Jun Sakamoto

O sushiman Jun Sakamoto costuma receber os clientes no balcão de seu restaurante - é um atendimento personalizado, que acompanha seus sushis de alta gastronomia. No delivery, não poderia ser diferente. Jun Sakamoto decidiu que ele próprio levaria os pratos até o cliente. Isso mesmo: Sakamoto também assumiu o papel de entregador. Ah, e nada de embalagens descartáveis! O chef deixa com o cliente os sushis caprichosamente arrumados em louças feitas a mão. No dia seguinte, ele volta para buscar os utensílios. Tudo para que a experiência do cliente seja completa - e mais parecida possível com aquela de saborear os sushis no balcão do restaurante

Novidades

Siga o Guia MICHELIN nas redes sociais para atualizações e curiosidades.