Viagem 1 minute 17 Janeiro PM

Qual seu destino gastronômico favorito?

Chefs de restaurantes estrelados e Bib Gourmand compartilham conosco os seus preferidos

Michelin Guide 2019 guide

Há quem diga que a melhor maneira de conhecer um local é provando sua culinária. Acreditando nessa máxima, conversamos com aqueles que entendem bem do assunto: os chefs!  Aqui, Rafa Costa e Silva, do estrelado Lasai; Ana Lúcia Aleixo, do Bib Gourmand Artigiano; e Carlos Bertolazzi, do também Bib Gourmand Zena Caffé; nos revelam seus destinos gastronômicos prediletos, quais restaurantes merecem uma visita e, ainda, quais os pratos típicos de cada região mais saborosos.

À frente do estrelado Lasai, Rafa Costa e Silva, que morou cinco anos no País Basco, ao norte da Espanha, traz forte influência do local em sua cozinha. “Sempre indico o País Basco para uma viagem gastronômica. Na minha opinião, é a melhor região do mundo para se comer bem. Produtos e restaurantes incríveis - desde vanguardistas até os mais elementares que servem, por exemplo, costeleta de cordeiro na brasa. Lá, os produtos do mar e da terra são incríveis”. Ao pedirmos a indicação de um restaurante, ele não titubeia: “Mugaritz e Etxebarri”. E qual prato não pode faltar para a vivência basca ficar completa? “Atum do mar Cantábrico, principalmente se tiver a barriga gorda (ventresca). Meu prato preferido é a Txuleta na brasa, servida com salada de tomate”, completa.

Ao seguirmos por terras europeias, desembarcamos em Emilia-Romagna, no norte na Itália, desta vez sob o comando de Ana Lúcia Aleixo, do Bib Gourmand Artigiano. “Terra natal das massas frescas, nomes como tagliatelle, lasagne, cannelloni, tagliolini, ravioli, garganelli, strichetti, cappelletti, traduzem o maior patrimônio do lugar. O ritual de trabalhar a massa, estendê-la e cortá-la das mais diferentes formas, tornou a cozinha italiana a mais popular do mundo”, afirma a chef, que tem entre seus pratos favoritos, o Tortelli d'erbetta alla Parmigiana, com parmesão, presunto de Parma e vinagre balsâmico. Ana Lúcia ainda indica como “visita obrigatória” o estrelado Osteria Francescana, do chef Massimo Bottura. “Localizado na comunidade italiana Modena, o restaurante enaltece ainda mais a tradição da cozinha de Emilia-Romagna”, conta.

Para finalizar a turnê, chegamos na América do Norte, onde Carlos Bertolazzi, responsável pela cozinha do Zena Caffé, elegeu Tulum, no México. “Em Tulum me chamou a atenção a utilização da brasa em praticamente todos os bons estabelecimentos. Cozinha feita no fogo confere personalidade, um caminho que também estamos trabalhando por aqui”. O chef esteve no México recentemente e ficou surpreso com a quantidade de bons restaurantes. Seu prato mexicano preferido é o Cochinita Pibil: carne de porco marinada em achiote, uma laranja amarga, e diversos condimentos, assada em folhas de bananeira. Bertolazzi conta que, tradicionalmente, se cozinha o porco inteiro dentro de buracos na terra, conhecidos como ‘Pibil’.