Feedback
Viagem 1 minuto 07 Abril 2021

8 doces franceses que você precisa conhecer

Quando os franceses misturam farinha, água e manteiga, a magia acontece.

#guiamichelinbrasil

Não há “sacode” matinal melhor do que se deliciar com um pão quentinho para começar o dia. E devemos agradecer aos franceses, que transformaram a arte da confeitaria em uma ciência. De croissants a delicados macarons, reunimos as oito massas amanteigadas e saborosas que qualquer padeiro obstinado deve conhecer.


1. Croissant

A chave para esta viennoiserie folhada é simplesmente uma boa manteiga -- de preferência da Normandia -- com alto ponto de fusão. Isso faz toda a diferença quando falamos das dobras da massa folhada. Um típico croissant deve ter formato transversal, exibindo um interior em forma de favo de mel quando cortado ao meio. Bônus: os croissants amanhecidos são excelentes para fazer variações amendoadas.



2. Baguete

Feita apenas com farinha, água, fermento e sal, a baguete boa de verdade tem como característica marcante o som que ela faz quando a bela casquinha dourada se quebra, liberando um miolo macio e consistente. Melhor comer essas belezas em dias de folga, em casa, com uma boa quantidade de manteiga da região ou caseira.


3. Madeleines

Esses bolinhos em formato de concha para acompanhar o chá são feitos de ovos, farinha de trigo simples, açúcar e muita manteiga -- e, quando feitos da maneira certa, são mais leves que o ar. Desfrute com uma xícara de chá.


4. Macaron

Este doce à base de merengue tem sido muito celebrado nos últimos anos, sem dúvida devido à atraente paleta de cores pastéis e sabor suave. Feito com clara de ovo, açúcar de confeiteiro, açúcar granulado, amêndoa em pó ou amêndoas moídas, o macaron geralmente consiste em um recheio de ganache, buttercream ou geleia, contido entre duas capinhas delicadas de massa.



5. Paris-Brest-

Esta massa deslumbrante é uma excelente sobremesa para o centro da mesa. Com a forma de uma roda de bicicleta, um paris brest é tradicionalmente feito de um anel de massa choux recheado com creme praliné e polvilhada com açúcar de confeiteiro.


6. St. Honoré

Primo distante de paris-brest, o st. honoré -- ou Torta St. Honoré -- leva o nome do santo padroeiro dos pâtissiers. O doce começa com uma base de massa folhada, coberta com um anel de massa choux, seguido de recheio de creme de confeiteiro. Delicados bolinhos de nata mergulhados em açúcar são a cobertura final.



7. Kouign-amann

Graças ao pasteleiro profissional Dominique Ansel, este bolo redondo e crocante voltou a fazer sucesso em muitas confeitarias pelo mundo. Frequentemente comparada à massa folhada, a massa usa o mesmo método de intercalar e envelopar camadas de manteiga e açúcar. Pronunciado “queen-ah-man”, imagine esse bolinho como uma versão mais pesada de um croissant, com o adendo de ter uma etapa extra polvilhada com açúcar.


8. Mil-folhas

Um verdadeiro trabalho de paciência, a beleza desta massa francesa está nas suas incontáveis camadas: os padeiros trabalham com sobreposições de massa folhada e creme de confeiteiro, repetindo o processo por pelo menos três vezes para formar esta sobremesa. A camada superior é polvilhada com açúcar e, às vezes, cacau em pó, ou revestida com fondant para um toque mais sofisticado.


Texto original: Meryl Koh

Viagem

Continue a explorar - Histórias que pensamos que irá gostar de ler

Siga o Guia MICHELIN nas redes sociais para atualizações e curiosidades.